:: Home  :: Mensagem do Presidente  :: Galeria de imagens  :: Eventos
 ::  Home    Freguesia    História
 
 
Freguesia 
:: Executivo
:: História
:: Mapa de Localização
:: Mapa da Freguesia
:: Resultados Eleitorais
:: Contactos
:: Serviços
:: Regulamentos
:: Editais
:: Emprego
:: Formação Profissional

Espaço do Cidadão
:: Escolas
:: Farmácias
:: Contactos Úteis
:: Horário das Missas
:: Igrejas
:: Escola de Música
Turismo e Lazer
:: Praias
:: Onde Dormir
:: Festas e Romarias
:: Desporto
:: Zonas de Interesse Turístico

 

:: História

Pataias existe há muitos anos… ou, por outra, Pataias existe há muitos séculos. Quantos, não se sabe, mas sabe-se que já em 1151 o nome era referido por D. Afonso Henriques, no documento de doação feito por este Rei aos Monges Beneditos da Ordem de Cister. E o documento diz: “eu, D. Afonso, pela Divina Misericórdia Rei dos Portugueses, juntamente com a Rainha Mafalda, minha mulher e companheira no reino fazemos testamento em Couto a vós D. Bernardo abade do Mosteiro de Claraval de Hua nossa própria herdade que temos entre aqueles dois lugares chamados Leiria e Óbidos, abaixo do Monte Faixa, comarca de Lisboa, águas vertentes ao mar. Damo-vos também o lugar que chamam Alcobaça e dele vos fazemos testamento e couto… pelos limites abaixo declarados… e passa por Mélvoa até à Mata de Pataias, donde corta direito por entre Pederneira e Moel, até chegar ao mar.” Como não podia deixar de ser, devido à antiguidade da região, muitas hipóteses há a considerar para a formação do nome Pataias: algumas delas que já forma motivo de polémica no extinto jornal “A Voz da paróquia”, são a que nos informa que Pataias se deverá provavelmente aos deuses pataicos, deuses fenícios que enfeitavam os barcos desse povo que frequentemente viajou pelas nossas costas; outra, do Padre José Ferreira Lacerda, defendendo que Pataias derivava de Patais oriundo da abundância de patos existentes nas lagoas da região. Outra ainda, que se aponta como mais credível, é a que se situa nesta terra as tulhas dos frades da Abadia de Cister, sabendo-se que Pataias é um vocábulo de origem indiana que significa tulhas. A tradição popular, informa-nos da lenda de que indo a Rainha Santa Isabel a passar por aqui com o seu séquito e sentindo que os cavalos iam cansados, por pisarem carregados as areias do caminho que na altura eram muitas, terá dito às suas aias para que aliviassem as montadas: “à pata aias”.


 




© 2007 Junta de Freguesia de Pataias
Site Optimizado para Microsoft Explorer 5 e superiores
Nenhuma parte deste site pode ser reproduzida sem autorização prévia por parte da Junta de Freguesia de Pataias.

Made by 1001Acessos®